sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Está dando nojo


Sou um cidadão que gosto de assistir noticiários na TV invés de ler jornais ou internet, mas ultimamente tenho quase vomitado de tanto nojo pelo que tenho visto sobre nosso país, seja por cidadãos que aproveitam a greve da polícia pra saquear, seja por nossos políticos sujos e impunes, seja pelo fato de que nunca se chega no Lula, seja pela impunidade geral e total, seja por muitas coisas, mas ultimamente o que tem me enojado bastante é que alguns juízes do STF tem tomado medidas a favor de criminosos. Justamente eles que deveriam reger a justiça a favor de inocentes, regem a favor de criminosos. Já não bastava que estendessem favorecimentos aos ladrões de colarinhos brancos da política, agora estão estendendo aos criminosos comuns que invés de pagarem para a sociedade de alguma forma, a lesam tendo benefícios que os cidadãos honestos pagam pra ter e não têm.

Vendo tudo isso, com todo respeito aos Exmos. juízes que estudam muito pra chegar onde estão, tenho a impressão que não só no legislativo e executivo, mas também no judiciário, o galinheiro (Brasil) é administrado por lobos, ou seja, quem deveria zelar está louco pra nos fuder. É impressionante que nós brasileiros vejamos tudo isso sem fazer nada e pior ainda é que nas eleições, as pessoas elejam as mesmas pessoas ou farinhas do mesmo saco. 

Bendito Exmo. juíz Sergio Moro e sua brilhante liga da justiça, incluindo procuradores, outros juízes e funcionários que não aparecem na mídia, mas que certamente são pilares pra Moro. Bendita a nossa Polícia Federal que as vezes até parece ser de outro país por dar a impressão de que quem manda nela está acima dos três poderes. Sorte do brasileiro que quando os três países do Sul quiseram se isolar do Brasil, não o fizeram e que de Curitiba-PR surgiram os nossos "Super Amigos" da vida real que ao invés de capas e roupas coloridas, usam capas pretas e ternos impecáveis. Sorte do brasileiro que tem uma fagulha tentando botar fogo nessa anarquia que virou nosso país.

Que políticos safados como Eduardo Cunha, Sergio Cabral e todos os outros apodreçam e morram na cadeia, assim como todo empresário que comprou e se beneficiou dessa corrupção. As eleições de 2018 estão aí e eu espero sinceramente que o povo não reeleja ninguém. Não temos a certeza de que novos políticos vão mudar o Brasil ou se só mudaram os nomes nos mesmos esquemas, mas o brasileiro precisa tentar. Se os mesmos políticos forem reeleitos em 2018, será sinal de que o brasileiro merece os governantes que têm. Vamos aguardar.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Saídão para presos

Soltar alguém que está preso durante todo um ano pra passar festividades é como soltar um pássaro que está preso na gaiola e deixar a portinhola aberta esperando ele voltar. Os que voltarem é porque estão domesticados, mas os selvagens baterão asas e darão adeus. O mesmo vale para os presos, os que merecem uma segunda chance voltarão pra terminar suas penas, mas os bandidos, adeus e que a polícia os prendam de novo pra que no ano seguinte tudo se repita e assim por diante. O "saidão", como é conhecido, chega a ser tão absurdo que é possível se ver a justiça liberar uma Suzana Richthofen pra comemorar dia dos pais ou das mães. Talvez ela comemore o feito de ter matado seus pais.

Em contrapartida, enquanto presos são soltos a população mais se confina dentro de casa com receio do aumento da bandidagem nas ruas nestas datas. A polícia volta a rever antigos "conhecidos" que lhes deram muito trabalho pra prender e que estão soltos de novo. Mas o que se dizer de um país onde as leis são criadas e mantidas por políticos que muitas vezes têm a ficha corrida mais intensa do que alguns desses presos libertados? Só podemos comentar, pois é um direito constitucional deles e que os políticos não discutem até porque um dia poderão ser beneficiados, assim como não temem porque andam com carros blindados, seguranças, etc. O que os políticos discutem são assuntos que vão em desfavor do cidadão honesto, já que pra estes muitos destes assuntos não lhe diz respeito, como desarmar o cidadão do bem, por exemplo.

Voltando ao tema, as saídas temporárias que tem a finalidade de ressocializar os presos através do convívio com a família, muitas vezes não tem bons olhos nem dessas famílias. Claro quem nem todos os casos, mas há situações de famílias em que a prisão desse membro foi a libertação dos outros e que nessas saídas a situação se reverte, ou seja, a libertação do preso é a prisão da família que pode se ver novamente sob risco. Talvez se essas saídas tivessem critérios rígidos de seleção pra serem concedidas, tudo bem, mas se concederam para Suzana Richthofen, certamente não obedecem critérios e sim interesses. Com tudo isso, o que o cidadão de bem espera é que consiga passar por mais estas datas sem serem vítimas e se tornarem mais uma na ficha corrida destes beneficiados pelo saídão e que alguns destes marginais não precisem mais voltar pra cadeia e sejam encaminhados para o inferno.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Agora é tu, Renan

O presidente do senado Renan Calheiros está com os dias contados pelo menos na presidência e consequentemente na sucessão presidencial. Mexeu com os juízes do STF e agora o que há contra ele, vai andar e sair das gavetas. Assim como aconteceu com o Eduardo Cunha que adiou o quanto pode o impeachment da Dilma em troca do acobertamento dele. Ou será que foi coincidência que após a abertura do impeachment ele foi enxotado do poder? Nããããão! Ou será que é coincidência que ao mexer com juízes, após 9 anos o Renan Calheiros esteja sob ameça de perder o poder? Nããããão! Acabou o toma-lá-dá-cá e está aberta a guerra que antes foi entre o legislativo e o executivo e agora é entre o legislativo e o judiciário.

Não penso que a possibilidade de criminalização de juízes vá atingir os juízes que trabalham dentro da lei que eles são mantenedores, principalmente que vá afetar a operação Lavajato, já que pelo que leio, o Juiz Sergio Moro e sua extraordinária liga da justiça, são meticulosos em executar suas ações contra a corrupção dentro da lei, então não devem temer. Também penso que não se pode deixar juízes que abusam de suas posições acima de tudo e todos. Até entre eles há os mocinhos e os nem tanto, assim como onipotente é só Deus.

Na primeira batalha caíram Dilma, Lula e Cunha. Nessa agora, está prestes a cair Calheiros. Quem sabe até o Temer. Vamos esperar pra ver quem vai ganhar o cabo de guerra. Com certeza, o Brasil ganha.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Força Chape

Impossível pra quem assistiu o filme "We are Marshall" (Somos Marshall), não ter associado o roteiro à triste tragédia de hoje com a delegação da Chapecoense. O filme conta a história de uma equipe de futebol americano que também sofre um acidente de avião e uma pequena cidade perde 75 de seus filhos.

Chapecó... Lamentamos profundamente as perdas de seus filhos e esperamos que Deus os confortem. Que encontrem forças pra que sigam em frente e assim como no filme, possam se unir ainda mais e mesmo com seus corações despedaçados, possam manter viva a alma vencedora deste time que se perdeu nessa triste tragédia.

sábado, 26 de novembro de 2016

Raposas tomando conta do galinheiro

Que a operação lavajato mudou o país desde o seu início, isso é fato, senão ainda estaríamos com AlibaLula e os quinhentos ladrões nos roubando a vontade. Que a liga da justiça paranaense ainda tem muito trabalho isso também é outro fato, ainda mais quando temos raposas tomando conta do galinheiro. Enquanto ladrões forem responsáveis pelas leis, sempre estarão encontrando artifícios pra se esconderem atrás delas. Se bem que devido a disputa entre poderes, talvez renda algo de bom para o povo brasileiro. São políticos querendo foder juízes e magistrados prendendo políticos, ou seja, nessa hora, inimigo no meu inimigo é meu amigo e que nessa disputa quem estiver com o rabo preso que seja preso e cuide do rabo.

O que acho errado no lindo trabalho do juiz Sergio Moro e sua liga da justiça não sendo por culpa deles, mas sim de leis falhas, é que os corruptos roubam milhões e quando são pegos, ainda deixam a cadeia milionários, quando deveriam ficar presos ou então se tornarem pobres pra terem sua liberdade. Cada milhão roubado deveria ser recuperado em dobro. Assim não precisaríamos nem incluir a pena de morte pra eles e bastaria lhes dar uma corda, já que esses ladrões não suportariam ser pobres e morreriam sem o país gastar uma bala.. Uma amostra disso foi o caso do Antony Garotinho que ao se ver preso teve um suposto problema do coração. Foi suposto porque não chegou a ser colocado na Bangu com o Cabral, senão teria tido um infarto mesmo.

No início de Dezembro as raposas sofrerão pressão pra votarem leis contra si mesmos. Espero que a disputa entre legislativo e judiciário renda ao país mudanças que coloquem os que forem safados na cadeia.
Enquanto isso, Lula por onde anda? Será que ele vai reaparecer em 2018? Tanta delação e nenhuma incrimina o AlibaLula? Até 2018 muita coisa vai rolar. Nossa sucessão é toda suja ou comprometida com a sujeira. O brasileiro vai continuar se fodendo e só Deus sabe até quando.

domingo, 15 de maio de 2016

Funk, o lixo degradante

Hoje ouvi uma dupla de funkeiros antigos na TV, aliás, eu ouvi, infelizmente. Ao ouvi-los, me perguntei... Como esses caras podem ser chamados de músicos? Acho que eles nem sabem o que são notas musicais e se lhes for perguntado sobre o tom (musical), pensarão estar se tratando do humorista Tom Cavalcanti, pois são vozes terríveis em batidas que não devem ser nada musicais e sim apenas um barulho ritmado numa única batida que vai igual durante a porcaria inteira. É lastimável que essas porcarias rendam muito dinheiro pra pessoas que propagam esse lixo e que cantores de verdade tenham que trilhar caminhos penosos pra sequer ter suas músicas tocadas em rádios ou terem um CD gravado. Muitos deles batalham por anos em barzinhos em troca de couvers pra se manterem tocando e não chegam a ser conhecidos.

O impressionante é que esse ritmo infernal é tocado em altos volumes por seres que parecem enfeitiçados e é pura baixaria. Pra lamentarmos mais ainda, esses funkeiros que rendem audiência entre os jovens, estão tomando conta dos programas de auditório e cantores bons estão sumindo da tela, mas aí fica a pergunta... Que jovem funkeiro assiste um programa desses? Nenhum, e esse lixo musical acaba sendo jogado na cara e nos ouvidos da família que na verdade assiste os programas de finais de semana.

Anos atrás, a lambada sumiu por ter sido rotulada como dança proibida por causa da sensualidade das dançarinas adeptas ao ritmo, mas o que se dizer das dançarinas do funk que de sensuais não tem nada e são sim, como intitulam no meio, cachorras rebolando a bunda em pura baixaria. É direito de cada ouvir o que quiser, mesmo sendo esse lixo, mas o direito deles termina quando começa o de quem não quer ouvir, e isso uma grande parte dos funkeiros não respeita. O mais lamentável é que a TV apoia esse tipo de "cantor" e eles surgem terríveis desde pequenos em busca de uma vida melhor. Se quisermos mudar isso ao menos na TV, mude de canal quando for anunciado um funkeiro. A TV vive de audiência e se cair, eles somem.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Ocupação de escolas públicas e ETECs

Temos visto com frequência na mídia, reportagens sobre a ocupação de escolas públicas por uma porcentagem de alunos que alegam estar se manifestando por melhorias no ensino ou manifestos ligados a isso, como por exemplo, meses atrás foi por causa do remanejamento que o governo queria fazer agrupando em escolas distintas crianças de diferentes faixas etárias, ou seja, o fundamental não seria mais em escolas de ensino médio e vice-versa. Os alunos reagiram à ideia ocupando diversas escolas estaduais e o governador voltou atrás continuando tudo como estava. Agora, algumas ETECs estão sendo ocupadas por alunos que se manifestam pela falta de merenda e pela corrupção existente na aquisição dela perante a empresas fornecedoras, o que pode até parecer justo, mas penso que não seja.

Por que penso que não seja? Pois bem, penso que após participar de supletivo para conclusão do meu ensino médio 6 anos atrás e agora participando de reuniões mensais na escola pública onde meu filho estuda, posso dizer que boa parte dos alunos que estão matriculados nestas escolas, estão para não estudar, pois chega a ser absurdo e triste o que os professores passam para tentar educar a outra parte que vai com a finalidade de aprender. Vi na minha época de EJA (supletivo) que muitos jovens não tinham interesse nas aulas e nas atuais reuniões isso também se constata, portanto, penso que essas manifestações sejam apenas uma desculpa pra que esses mesmos jovens ocupem as escolas apenas pra não estudar e estejam usando como fachada uma manifestação. Esses jovens impedem quem quer aprender e depredam o patrimônio público que lhes é oferecido pra essa finalidade e isso não é um manifesto justo, às vezes até com o apoio de alguns pais.

Hoje vi numa reportagem que uma dessas ETECs teve uma atuação digna de uma parcela de alunos que também se manifesta pela mesma causa da merenda, mas que quer estudar, e com o apoio dos pais enxotou a outra parcela baderneira e tomou posse do estabelecimento. Lá dentro, esses novos "ocupantes" encontraram depredação, bebidas e drogas de quem antes se apresentava perante a mídia como manifestantes de uma boa causa, o que na verdade a meu ver é mentira. Os manifestantes de verdade, passarão os próximos dias mostrando a causa para a opinião pública e mídia ao mesmo tempo que estarão consertando e limpando a baderna alheia pra poderem retornar aos estudos na próxima segunda-feira. Bela atitude destes Alunos, bela atitude de seus pais.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Ainda estamos de olho

Há pouco tempo, Joaquim Barbosa nos fez ver uma pequena luz no fim do túnel, pois por algum período ele desafiou o sistema e fez crescer nas redes sociais um ímpeto da população em lutar pela democracia. Por longos meses ele se tornou o homem da capa preta disposto a lutar pelo fim da corrupção e se tornou uma espécie de heroi pra quem já tinha perdido a fé de mudanças pra melhor em nosso país, mas de repente ele se aposentou e os brasileiros se viram a mercê então de Lewandowski, um público aliado daqueles que queriam dominar o país e torná-lo vermelho.

Mas aí, surgiu Sergio Moro, um juiz de primeira instância, como disse o AlibaLula com tom de menosprezo, aliás, quase preso, e apesar de não usar a capa preta e sim um terno preto impecável, juntamente com seus parceiros procuradores, delegados, Polícia Federal e etc., simplesmente fizeram a limpa de alguns porcos, sejam políticos ou empresários, e a luz no fim do túnel que Joaquim Barbosa mostrou e depois tapou, surgiu novamente e agora bem clara. Os Excelentíssimos juízes "desafiaram" Lewandowski em prol do povo e agora regem para o povo, apesar de nem todos.

A partir da era Sergio Moro, o Brasil já mudou. Políticos foram presos e outros estão com medo. A impunidade acabou pra eles e a turminha da cela da PF ainda vai aumentar, inclusive, provavelmente com o chefe do bando, pois não há lealdade quando o deles está na reta e eles cantam como passarinhos para o Juiz Moro e sua turma de "vingadores" da vida real. Já nos livramos de 3 e continuaremos de olho, tanto povo, quanto Moro.

Tchau Dilma, adeus PT e Pátria Grande o cacete

Hoje cedo, foi consolidado o impeachment da Dilma e a última carta do castelo de baralho do PT e seus sanguessugas do povo brasileiro, desmoronou, ou seja, aquela força que aparentaram ter no começo do ano quando Cristina Kirschner ainda era presidente, o Maduro e Evo ainda tinham o respaldo do nosso dinheiro e o PT tinha outros planos pra nós, ruiu, tudo foi-se água abaixo com a Lava Jato. Confesso que eu estava muito preocupado com o que lia na internet a respeito, claro que sempre tomando o cuidado pra não acreditar em tudo o que sai nela, mas sabendo que nem tudo aparecia na TV. Sabemos que ratos agem na espreita e era assim que o PT agia, saqueando nossos cofres pra financiar seus amigos lá fora, portanto, agora com a implosão do PT, provavelmente haverá um efeito dominó na ditadura desses países e quem sabe o povo consiga reagir. Já reagiram na Argentina e enxotaram a presidente antes de nós.

A partir desse momento histórico de acabar com um partido político inteiro e seus ideais de poder, agora devemos além de esperar uma melhora na situação do país, também ficar de olho num outro partido que apesar de eleger as maiores bancadas entre deputados e senadores, nunca chegou ao poder por voto popular, haja vista que é a segunda vez que chega através de vices. A primeira com José Sarney em 85 após a morte de Tancredo e agora com Michel Temer. Não nos iludamos com os próximos 3 anos lembrando que no primeiro ano de Lula, ele conquistou a simpatia de muitos brasileiros, tendo até se reeleito e feito a sucessora, portanto, na próxima eleição deveremos ser muito conscientes.

Será que devemos temer o Temer? Sabemos que o poder muda as pessoas e agora ele tem poder de mais, pois tudo que ele quiser ele aprovará, já que tem a maioria nas duas casas. Penso que na próxima eleição deveremos dar uma equilibrada nisso, pois o PT foi um partido que lutou muito pra chegar ao poder e quando chegou não quis mais deixá-lo nem para o bem do país. Tomara que o PMDB não queira fazer o mesmo.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Deve ter sido lindo! Tchau Cunha!

Parabéns ministro Teori Zavaski, Vossa Excelência agiu com tremenda maestria. Gostaria de ter sido uma mosca pra ter visto a cara de Eduardo Cunha hoje cedo, quando recebeu o oficial de justiça que lhe informou que ele não "apita" mais nada. Logo ele, que protelou o quanto pode o início do impeachment da Dilma e depois só deu andamento nele após ter sido "traído" por quem barganhava o encobrimento de suas falcatruas. Traído, se tornou o poderoso que poderia se vingar e aí arregaçou as mangas pra concretizar sua vingança. Ainda bem que era o que a maioria dos brasileiros pedia, ou seja, o inimigo do meu inimigo foi nosso amigo, e após fazer a parte que lhe era cabível, agora "sifu". Se ele pensou na cadeia sucessora, agora terá que se preocupar apenas com a cadeia. O ministro Teori, foi brilhante. Agora a bola da vez é o Renan Calheiros.